Loading mod_da_article_expo
 

Fondeo Boya PortoSanto Madeira


Em 13 de agosto foi posta em marcha e ancorada uma nova boia oceanográfica no porto de Porto Santo (Madeira) destinada à detecção precoce de hidrocarbonetos em água de mar. Esta ação insere-se no âmbito de execução do projeto ESTRAMAR (Estratégia Marino-Marítimo da Macaronesia) pertencente ao Programa de Cooperação Transnacional Açores-Madeira-Canarias, PCT-MAC/3/C177, que tem como objetivo promover a I+D+i Marino-Marítima das regiões da Macaronesia europeia e africana.

O dispositivo ancorado responde a um modelo boia Seamon HC-1017, que conta com uma configuração de sensores destinados à medição da própria detecção precoce de hidrocarbonetos em água de mar, assim como outros parâmetros ambientais de interesse tais como a radiação PAR solar, a temperatura do ar e da água; sendo reportados os dados coletados de cada um deles com uma frequência horária através do portal web de PLOCAN.

Esta nova boia de monitoramento marinho faz parte da Rede de Boias de Hidrocarbonetos da Macaronesia, com presença nos quatro arquipélagos principais, e a sua posta em operação permite estender a cobertura operacional da R3M de maneira simultânea em toda esta região.

A R3M é uma iniciativa dirigida a aumentar a quantidade e qualidade da observação do meio marinho, a fim de compreender e predizer os fenômenos que nele ocorrem, bem como as suas repercussões ambientais e socioeconómicas. A iniciativa é essencialmente integradora, tendo como principal objetivo fazer compatíveis e acessíveis todas as observações que se realizam no meio marinho da Macaronesia, com independência da instituição ou entidade que as realiza, tentando impulsionar o envolvimento dos utilizadores finais específicos para cada tipo observação ou localização.

Os dados reportados em tempo real por estes dispositivos de medida, juntamente com o resto dos que integram a R3M podem ser consultados em http://siboy.plocan.eu/map

 

 
Video Estramar
video estramar
R3M
Climatología
No images